sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Madeira: gastronomia e gastos

Hoje, (depois de vários dias ausentes, desculpem, é a azafama do Natal) estou de volta para vos falar das minhas experiências gastronómicas pela Madeira e um resumo dos nosso gastos. 

Restaurante Planka, Funchal

Começamos pelo almoço do primeiro dia com estas vistas espetaculares do Restaurante Planka em Funchal, perto do Monte. Fomos presenteados com um buffet com comidas muito saborosas. No final pagamos 6€ com tudo incluído, portanto uma ótima relação qualidade preço.


XS Cafe Madeira, Calheta

Paragem para o lanche, num lugar escondido e que passa despercebido, mas tão girooo, o XS Cafe.
Simples mas muito bem decorado e com aqueles snacks que eu adoro! Iogurte com granola e fruta acompanhado com um sumo natural delicioso, foi a minha escolha e conquistaram-me.





 ⤔Restaurante Vila da Carne, Câmara de Lobos

E já que o dia era para estragos no orçamento, acabamos a jantar em Câmara de Lobos no Restaurante Vila da Carne e foi aqui que provamos as primeiras iguarias da Madeira, o bolo do caco em manteiga de alho (divinal!), o milho frito (não me rendi) e a espetada em pau de louro acompanhada com batata frita com ervas aromáticas. Apesar de a carne ter visto um bocadinho de sal a mais, estava tudo delicioso, e num todo, foi o lugar onde mais gostei de comer. No final pagamos aproximadamente 13€ cada um.






Restaurante Aquarium, Caniçal

Aqui a especialidade são as lapas e são realmente boas. Pedimos também amêijoas que foram bem servidas. Já o prego em bolo do caco deixou um bocadinho a desejar. Outros pontos positivos são o preço e a vista para o mar.


Restaurante Polo Norte, Porto Moniz

Polo Norte foi onde experimentamos os filetes de peixe espada com banana frita, com molho de maracujá e o bife de atum. Tudo com sabores diferentes mas bons, os meus preferidos foram os filetes com banana. Também experimentamos a sopa de peixe mas a mim não me convenceu.



E no final ainda conseguimos comer esta deliciosa tarte de banana e pudim de maracujá, também aprovado. Foi o restaurante onde pagamos mais.


 ⤔Adega Queimada, Funchal

A Adega Queimada foi o sítio onde pior comemos. As lapas das entradas eram pequenas e estorricadas, o polvo e o arroz de marisco eram razoáveis (não há registos fotográficos).


A Confeitaria [na.avenida], Funchal

E por fim a nossa perdição, A confeitaria. Gostamos tanto que repetimos a dose dois dias e só não foi mais porque só descobrimos no penúltimo dia. É tudo muito delicioso e de uma enorme variedade, sejam salgados ou doces.


Eu, como sempre, não resisti a provar os iogurtes e os sumos naturais, tudo aprovadíssimo por todos.
Recomendo muito!



Resumidamente, gastamos uma média de 300€ por pessoa, com bilhete de avião 52€ ida e volta, 56€ para a casa, 30€ para a carrinha mais o combustível e todas as refeições fora, atividades pagas, souvenirs, etc.

E chegamos ao fim do resumo de mais uma viagem.
Espero que tenham gostado ❤

Sem comentários:

Enviar um comentário