domingo, 10 de junho de 2018

Drave, aldeia mágica

Sexta feira foi dia de aproveitar o meu último dia de férias com uma caminhada até Drave, conhecida como a "Aldeia Mágica", em Arouca. E sim, falei de FÉRIAS, férias essas que eu imaginava deitada ao sol, com os pés na areia e em vez disso, estive, literalmente, fechada em casa a ver  chuva cair lá fora...acho que nunca tive umas férias em que me sentisse tão deprimida.
Lamentações à parte, pelo menos aproveitei o último dia para conhecer um lugar que é mesmo mágico. Foi difícil lá chegar, muitos imprevistos pelo caminho, desde o carro começar a largar fumo, até irmos por onde não devíamos e ainda a chuva que teimava em não nos largar, mas conseguimos, apesar da vontade de desistir.


Chegadas a Regoufe, aldeia onde se inicia o percurso até Drave, fomos obrigadas a almoçar dentro do carro, por causa da chuva, que entretanto decidiu dar-nos um bocadinho de tréguas, para começarmos a nossa caminhada. Engane-se quem acha que a caminhada é muito fácil, primeiro porque o "piso" é  muito irregular, em xisto desfeito em bocadinhos, ou seja, quase não dá para tirar os olhos dos pés, pelo menos até a meio do caminho, e segundo porque o trilho tem alguns declives, que, para quem não está habituado a fazer caminhadas, custam um bocadinho.

Mas acreditem, vale mesmo mesmo a pena! A vista é incrível, sabem aquela sensação de estar no topo do mundo...




E chegamos a este lugar encantador, com tantos segredos para explorar, as casinhas abandonadas, as cascatas, o silêncio reconfortante. Por aqui não há rede, não há facebook, nem instagram, há só um mundo lá fora para esquecer um bocadinho, às vezes também é preciso.















As minhas maravilhosas companheiras ❤


















Esqueci-me também de mencionar que levei a minha Canon sem bateria, mais um dos contratempos, valha-nos o telemóvel, mas não é a mesma coisa.
Ficaram com vontade de conhecer este pequena aldeia abandonada, mas tão encantadora?
Mais um lugar incrível para acrescentar à minha lista de lugares incríveis de Portugal ❤

Sem comentários:

Enviar um comentário